Dr Lair Ribeiro revela um alimento que protege a próstata contra o câncer

Nesse artigo você vai aprender sobre a próstata e descobrir um alimento que protege a sua próstata contra o câncer, por isso, leia até ao final.

Dr Lair Ribeiro explicando o que é e como funciona a próstata

A próstata é uma glândula e por dentro dela passa a uretra. A próstata normal (do jovem) tem mais ou menos em torno de 20 gramas.

Um dos problemas que o homem enfrenta é a chamada hiperplasia prostática benigna em que a próstata começa a aumentar de tamanho.

E, como a hiperplasia prostática benigna que é chamada de HPB (Hiperplasia Prostática Benigna),  a uretra tá passando no meio da próstata e a hiperplasia ocorre de dentro para fora. Então quando você tem um aumento no tamanho da próstata você começa a ter problemas de micção, você começa a ter dificuldade para urinar. O fluxo já não é tão intenso. Às vezes tem que fazer força para urinar, às vezes começa a pingar na cueca, começa a ter uma pequena incontinência e geralmente a preocupação é muito grande porque a pessoa quando vê isso, o paciente quando vê isso, ele fala assim: “Nossa será que eu tô com câncer de próstata?

Vai com calma. Porquê? Porque se tem muita sintomatologia geralmente não é câncer. Você quer saber qual é o principal sintoma do câncer de próstata?

Pois é, o principal sintoma de câncer de próstata é não ter sintoma – é silencioso.

Porque é que o câncer de próstata não dá sintoma? (Quando você descobre você já tem). Porque ele ocorre na periferia da próstata e a uretra tá passando lá dentro. Então quando você tem toda essa sintomatologia de micção isso não tem nada a ver com câncer.

Tenho uma segunda coisa para lhe dizer. O grande filósofo Tim Maia tinha uma frase que dizia assim: “uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”.

Aqui se aplica muito bem a filosofia do Tim Maia. Hiperplasia prostática benigna é uma coisa e câncer de próstata é outra coisa. Um não vira o outro!

Essa informação te trouxe bastante tranquilidade hein… Você tava preocupado porque aquele aumento da próstata pode virar câncer… Não, não tem jeito de virar. São duas doenças distintas: a hiperplasia prostática benigna ocorrendo do centro para periferia e o câncer ocorrendo da periferia por cento. São até localizações diferentes.

Para você saber se está acontecendo, na hiperplasia prostática benigna a sintomatologia aparece. Então a sintomatologia da micção, a dificuldade para urinar, cada vez que você urina, urina pouquinho, daí a um pouquinho tem que urinar de novo, aí você tem às vezes que acordar à noite por causa disso, atrapalha profundamente seu sono.

Isso é um problema sério porque se você levanta duas, três, quatro vezes para urinar você acaba não tendo naquela noite um sono reparador. Isso vai repercutir em toda a sua saúde.

A hiperplasia prostática benigna, ela se chama benigna porque ela é benigna do ponto de vista da próstata, mas ela pode repercutir muito na saúde geral. Então se isso está te incomodando tremendamente para dormir você tem que checar com seu médico se você pode tomar alguma coisa para que você não urine muito durante a noite.

Existem substâncias – alfa bloqueadores – que seu médico conhece muito bem e que vão permitir você acumular mais urina na bexiga e só descarregar a bexiga na parte da manhã.

Deixa eu falar para você agora de um exame, que na minha opinião um dia vai sair do mercado, que se chama PSA – que é o antígeno prostático específico – que tem uma graduação que pode ir de zero a quatro, de quatro a dez ou acima de dez.

Tem significados diferentes mas nós não vamos entrar nessa conversa agora. Eu só quero que você saiba que existem vários fatores que aumentam o PSA, por exemplo: se você cavalgar, se fizer equitação, se você teve relação sexual, se você andou de bicicleta, se você fez uma ginástica intensa, se você correr uma maratona – tudo isso contribui para aumentar o PSA.

Então o PSA, ele tanto aumenta no caso da hiperplasia prostática benigna quanto ele aumenta no caso do câncer.

Então geralmente tem uma dificuldade – está aumentado, será que é câncer, será que não é? E a pessoa fica apavorada e começa a fazer biópsias.

Eu quero que você entenda o que que é biópsia. A biópsia é o seguinte: vai fazer mais ou menos uns 18 furinhos na cápsula da sua próstata e vai ver se ali tem alguma coisa.

Eu quero fazer uma analogia aqui pra você: imagine que eu tenho um lago e que eu crio carpas nesse lago, e você vai me visitar e eu vou mostrar para você que eu crio carpas. A água tá escura, eu jogo uma rede e quando eu puxo a rede não tem carpa nenhuma na rede. Isso significa que não tem carpa no lago? NÃO, não significa nada porque o peixe não foi pego na rede, não tava naquele lugar.

A mesma coisa acontece com a biópsia de próstata. Porque quando você faz uma biópsia de mama, a mama tem um nódulo, você vai pela ultrassonografia e faz a biópsia no nódulo. Só que a próstata não tem nódulo, então eu não tenho parâmetro para dizer: é aqui que eu vou biopsiar. Então eu vou fazer 18 biópsias, o que tem as suas complicações. Procure no “doutor Google”, você vai ver que tem gente que fica internada por um mês depois de uma biópsia de próstata porque às vezes pode sangrar. E, quando vem negativo não é garantido também que não tenha nada porque você jogou a rede, não pegou peixe, não significa que o lago não tenha peixe. Simplesmente o peixe não caiu na rede. Você fez a biópsia, mas isso não significa que não tem câncer – você tá fazendo a biópsia de um lado e o câncer pode estar do outro lado.

Então você tem que levar isso em consideração na hora que você vai decidir se você quer ou não fazer a biópsia.

E o problema maior do câncer de próstata, é que a preocupação maior é a metástase – é espalhar. Tem estudos na literatura mostrando que a biópsia (que implica furar a cápsula da próstata) contribui no processo de metástase. Mas deixa eu dar para você dois parâmetros importantes: primeiro é que só 7% dos cânceres de próstata vão ter metástase. Então a chance de você morrer com ele, mas não por causa dele, é muito grande. Então uma pessoa que tem câncer de próstata ela pode morrer com câncer de próstata, mas não por causa do câncer de próstata porque a chance de metástase é de apenas 7%.

Tanto é que nos países de primeiro mundo quando passa dos 65 anos de idade, atualmente a conduta é observar. Tem lugar, por exemplo, nos Estados Unidos, que com mais de 70 anos não se opera mais. Já de 65 a 70 anos tem restrições muito grandes para operar. Eventualmente todo o homem vai ter câncer de próstata. Existem estudos mostrando pacientes com 90 anos de idade ou mais que morreram por outras causas, submetidos a autópsia – você sabe quantos por cento tinha câncer de próstata como mais de 90 anos? 100%! Todos os pacientes que morreram com mais de 90 anos por outras causas, quando feita a autópsia e estudada a próstata, tinha lá um câncer de próstata pequenininho, lá guardado – porque o câncer de próstata leva 20 a 30 anos para evoluir.

Então se você foi diagnosticado com câncer de próstata HOJE significa que ano passado você já tinha ele, que no ano antes você já tinha ele. Agora eu pergunto para você, raciocine aqui comigo: você é diagnosticado hoje com câncer de próstata – porque é que você tem que ser operado amanhã de manhã?

Isso é uma coisa que levou 30 anos para chegar naquele ponto – não é melhor você se preparar melhor para a cirurgia? Não é melhor você fazer uma alimentação apropriada, ter alguns dias para poder colocar sua vida em ordem, etc? Porque é que amanhã de manhã tem que operar? Eu não entendo essa pressa como muitos que estudam isso não entendem. Quanto maior for o percentual do PSA livre comparado com PSA total, menor é a chance de ser câncer. Então eu posso ter um PCA de 12 mas se o PSA livre é 25% por exemplo, isso é praticamente uma hiperplasia prostática benigna ou uma prostatite porque quem tem uma hiperplasia prostática benigna tem uma predisposição a prostatite.

Então eu quero que você saiba disso: uma doença não vira a outra. Hiperplasia prostática benigna é uma coisa, câncer de próstata é outra. Uma coisa não vira outra. Se você tem mais de 65-70 anos de idade provavelmente observar é a melhor coisa, não vai operando assim de repente. E, como é um câncer de evolução lenta você não precisa ser operado amanhã de manhã e, lembrando-se que quanto mais sintomatologia você tiver maior é a chance de ser hiperplasia prostática benigna do que câncer.

Dr Lair Ribeiro revela um alimento que protege a próstata contra o câncer

Existem vários alimentos que são úteis no tratamento da próstata. Um desses alimentos é o tomate – que tem um componente que é o licopeno. Licopeno é uma substância que ajuda muito tanto na hiperplasia prostática benigna, quanto mesmo na prevenção até de câncer. Só que o licopeno é uma substância lipossolúvel, ele não é uma substância hidrossolúvel.

O que é que isso quer dizer? Não adianta eu tomar suco de tomate porque o suco de tomate está na água, é hidrossolúvel, não vai facilitar a absorção do licopeno. Agora se eu comer o tomate cozido, esse tem licopeno. Então só o fato de ter licopeno não é suficiente, eu tenho que ter um licopeno que seja bio disponível, ou seja, ele tem que estar cozido.

O melhor jeito de você absorver o licopeno é quando você cozinha ele e você toma ele junto com a refeição, aí quando joga com a refeição toda parte lipossolúvel da refeição facilita a sua absorção.

Resumindo, o licopeno  é um componente interessante na proteção da próstata.

 

Leia também:

Os 10 Melhores Fitonutrientes que Você deve Comer para Matar o Câncer

Para receber GRATUITAMENTE a "Tabela de pH dos Alimentos" coloque seu Nome e Email abaixo e clique no botão "Quero Receber":

Author: Carlos Pereira

Share This Post On

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *